QUANTITATIVO

As estratégias quantitativas já correspondem a um percentual relevante da industria de fundos internacional, mas ainda são embrionárias no mercado brasileiro.

Ao longo de mais de uma década, catalogamos e selecionamos variados estilos de gestão sistematicamente vencedores, que foram depurados em modelos matemáticos e estatísticos. Com mais de vinte modelos de especificações diversas, buscamos a geração de Alpha em diferentes mercados e regiões geográficas que, quando combinados, tendem a produzir um resultado com perfil de risco-retorno atrativo ao investidor.

FUNDOS

  • Machine-D

    Nosso fundo Machine-D busca retornos anuais superiores a CDI+6% (pré fees), não relacionados com demais fundos e ativos tradicionais. Para isso, pretendemos ter uma volatilidade de cota que gire ao redor de 6,0% aa. Nossa taxa de administração de 1,5% aa é inferior ao padrão histórico adotado pelo mercado, com 20% de taxa de performance sobre o que exceder o CDI.